A Nossa Equipa

Pe. Teodoro Sousa (Diretor)

Canto Gregoriano e Liturgia

 

Teodoro Dias de Sousa nasceu em Lisboa, em 1949. Frequentou os Seminários de Santarém, Almada e Olivais, tendo feito a licenciatura em Teologia no Instituto Superior de Estudos Teológicos, em Lisboa. Ordenado sacerdote em 1978, na Sé de Lisboa, pelo cardeal António Ribeiro, trabalhou pastoralmente nas Paróquias de Santa Isabel (Lisboa), Merceana (Alenquer) e São João de Deus (Lisboa), tendo sido Pároco da Graça (Lisboa) e São Vicente de Fora (Lisboa); actualmente, é Pároco da Malveira e Venda do Pinheiro.

Concluiu o Curso de Educação pela Arte no Conservatório Nacional e participou em vários Cursos de Verão sobre Pedagogias Musicais. No Pontifício Instituto de Música Sacra, em Roma, fez a licenciatura em Música Sacra e Direcção de Coro, e o mestrado em Canto Gregoriano, com a tese: “O canto monódico da Paixão em Portugal entre os séculos XVI e XVIII”. Também em Roma, integrou dois grupos especializados na execução de Canto Gregoriano, tendo feito concertos e colaborado musicalmente na liturgia em várias cidades italianas.

Foi maestro do Coro da Universidade Católica Portuguesa, e colaborou com diversos Coros Paroquiais do Patriarcado.

Foi membro do Departamento de Liturgia do Patriarcado de Lisboa, e Vice-Presidente do Serviço Nacional de Música Sacra. É Assistente Religioso da Academia de Música de Santa Cecília, director e professor da Escola de Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, desde a sua fundação.

Pe. Diamantino Faustino (Sub-Diretor)

Coro, Harmonia e Órgão

 

Diamantino Gonçalves de Oliveira Rodrigues Faustino, nasceu a 24 de Fevereiro de 1973, no território sob administração portuguesa de Macau, filho de pais portugueses.

Formação vocacional:

Formação nos seminários do Patriarcado de Lisboa, entre 1993 e 2000, concluída com a ordenação sacerdotal a 2 de Julho de 2000.

Formação académica:

Concluiu o bacharelato no curso 'Design e tecnologia para a cerâmica', na Escola Superior de Arte e Design de Caldas da Rainha, em 1993.

Concluiu a Licenciatura canónica em Teologia (grau civil de Mestrado) no ano de 2002.

Formação musical:

Aulas privadas de piano e formação musical na adolescência.

Formação musical curricular nos seminários do Patriarcado de Lisboa.

Concluiu o 5º grau do curso de órgão do Conservatório Nacional, com o Prof. Rui Paiva.

Concluiu a Licenciatura em Composição na Escola Superior de Música de Lisboa, tendo sido aluno de Sérgio Azevedo e João Madureira.

Actividades:

Actualmente é Pároco de Nossa Senhora do Cabo, Linda-A-Velha.

Na área da música, tem trabalhado com a Escola de Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, onde lecciona Harmonia e dirige a classe de Coro.

Sérgio Silva

Órgão

 

Natural de Lisboa, Sérgio Silva começou por estudar Órgão com João Vaz e António Esteireiro no Instituto Gregoriano de Lisboa, tendo prosseguido na Universidade de Évora, onde obteve os diplomas de Licenciatura e de Mestrado em Música, ramo de interpretação (Órgão), sob a orientação dos Professores João Vaz e João Pedro d’Alvarenga.

Para além dos seus estudos regulares, teve oportunidade de contactar com várias personalidades de renome internacional, tais como, José Luís Gonzalez Uriol, Luigi Ferdinando Tagliavini, Jan Wilhelm Jansen, Hans-Ola Ericsson e Kristian Olesen.

Apresenta-se regularmente a solo e integrado em prestigiados agrupamentos nacionais, em vários pontos do país e em França, Itália, Inglaterra, Espanha, Alemanha e Macau.

Presentemente, é professor de Órgão no Instituto Gregoriano de Lisboa e na Escola Diocesana de Música Sacra do Patriarcado de Lisboa e é organista titular da Basílica da Estrela e da Igreja de São Nicolau (Lisboa).

Vianey da Cruz:

Formação Vocal

 

Estudou no Centro de Estudos Gregorianos e no Instituto Gregoriano de Lisboa.

Tem-se dedicado ao estudo, pesquisa e divulgação da técnica vocal, para crianças, jovens e adultos.

Foi professor de técnica vocal e pedagogia do canto coral nos Cursos Internacionais de Direcção Coral de Sines e é actualmente professor dos Cursos de Direcção Coral de Vila Franca de Xira.

Foi fundador do Grupo Coral Sol Nascente, com o qual tem participado em vários concursos e festivais internacionais, tendo ganho, em 1988, o terceiro prémio no

Concurso Internacional de Cleveland (Inglaterra) e, em 1996, o 1° prémio no Concurso Internacional "Giovanni Pierluigi da Palestrina", em Israel.

Na qualidade de professor de canto do Coro da Universidade Lusíada, ganhou em 1997, o 1° prémio do Concurso Internacional "Giovanni Pierluigi da Palestrina",

realizado em Roma.

Foi agraciado, em Junho de 1997, com a medalha de mérito cultural, pela Câmara Municipal de Oeiras.

Para além da sua diária como Professor de Canto, é professor de técnica vocal na Escola Diocesana de Música Sacra de Lisboa e nas Semanas de Estudo de Canto Gregoriano.

Luis Filipe

Formação Musical

 

Nasceu em Lisboa em 1966. Concluiu o Curso Superior de Violino em 1992. Terminou o Curso de Música Litúrgica – Diretor de Coro – em 1994. Licenciou-se em Educação Musical em 2001.

É professor de Educação Musical desde 1992. Desempenhou as funções de organista litúrgico nas Paróquias de Nossa Senhora da Purificação, em Oeiras (de 1986 a 2010) e Nossa Senhora da Conceição, no Seixal (de 1997 a 2009). Foi Diretor do Coro “Sursum Corda” (1986 a 2010), da Igreja de Oeiras e do Coro Polifónico da Igreja do Seixal (1997 a 2009). Em 2001, dirigiu o Coro da Sé de Setúbal. Entre 2000 e 2002, dirigiu o Coro da Igreja Paroquial da Moita. Desde 2006, é professor da Escola Diocesana de Música Sacra do Patriarcado de Lisboa.

Participa anualmente, desde 1983, como cantor e diretor de coro e assembleia, no Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica, em Fátima. Em 2002, dirigiu o Coro “Sursum Corda” na Igreja Paroquial da Costa da Caparica, na celebração eucarística das ordenações sacerdotais da Diocese de Setúbal. Em 2005, dirigiu na Sé Patriarcal de Lisboa, o Coro “Sursum Corda”, o “Coro Laudate” de S. Domingos de Benfica e o Coro da Sé de Lisboa, na celebração eucarística do Congresso Internacional da Nova Evangelização, e a assembleia litúrgica na celebração de encerramento, no Mosteiro dos Jerónimos. Em 2007, dirigiu na Sé Patriarcal de Lisboa, o Coro da Escola Diocesana de Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, na celebração eucarística comemorativa do 50º Aniversário da Radio Televisão Portuguesa. Em Maio de 2009, orientou no adro da Igreja de Santo Condestável, em Lisboa, um coro ad-hoc na celebração da eucaristia de acção de graças pela beatificação de Nuno de Santa Maria. Em Maio de 2010, aquando da Visita Apostólica do Papa Bento XVI a Portugal, dirigiu a assembleia litúrgica na celebração eucarística no Terreiro do Paço, em Lisboa. Em Maio de 2011, orientou o Coro da Sé Patriarcal de Lisboa, na eucaristia de ação de graças da Beatificação da Irmã Maria Clara do Menino Jesus.

Desde Setembro de 2010, é responsável pelo Coro Litúrgico da Sé Patriarcal de Lisboa e a partir de Julho de 2011, assumiu as funções de diretor musical do Coro da Catedral de Lisboa.

André Ferreira

Órgão
 

É Licenciado em Órgão pelo Conservatório de Amesterdão, onde estudou com Jacques van Oortmerssen, tendo igualmente a oportunidade de trabalhar com Pieter van Dijk. É actualmente finalista do Mestrado em Órgão da Escola Superior de Música de Lisboa (ESML), sob a orientação de João Vaz. Iniciou os seus estudos de órgão com António Esteireiro no Instituto Gregoriano de Lisboa, continuando posteriormente com Jos van der Kooy no Conservatório de Haia. O gosto pela música antiga levou-o ao estudo de oboé barroco, com Maria Petrescu, e presentemente com Pedro Castro, na ESML.
Como solista ou integrado em diversos agrupamentos musicais já efectuou recitais em Portugal, Espanha, Itália e Holanda. Colabora como organista com a Paróquia de Nossa Senhora do Cabo e com a Paróquia de Santa Maria de Belém, Mosteiro dos Jerónimos.
É professor de Órgão na Escola Diocesana de Música Sacra do Patricardo de Lisboa.
É licenciado em Matemática Aplicada e Computação pelo Instituto Superior Técnico, Lisboa.